Como posso abrir o anexo csv?

CSV é uma abreviatura de “comma separated value” (valores separados por vírgulas). É um formato geralmente utilizado para partilhar dados entre diferentes aplicações. Pode abrir e editar um ficheiro  CSV utilizando o Microsoft Excel, Folhas de cálculo do Google ou o LibreOffice Calc. O BirdRing utiliza um ficheiro CSV para exportar os seus registos via email.

Quanto abre o CVS com o Microsoft Excel, pode acontecer uma desformatação da informação. Geralmente este problema resulta das definições regionais do Windows. Estas definições não correspondem às definições internacionais padrão utilizadas pelo BirdRing no ficheiro CSV.

Existem várias formas de ultrapassar este problema. Uma passa por abrir o ficheiro CSV com as Folhas de cálculo do Google. Outra é alterar as definições regionais do Windows. Neste caso só é necessário fazer a alteração uma única vez:

No Windows abra o Painel de Controlo, e seguidamente o separador “Relógio, Idioma e Região” e escolha “Alterar os formatos de data, hora e número”:

 

control-panel-region

Agora com esta janela aberta:

region-additional-settings

Escolha “Definições adicionais”, que abrirá a seguinte janela:

customise-format

Nesta janela deve ajustar as seguintes três definições:

  • Separador decimal: . (ponto)
  • Símbolo de agrupamento de dígitos: , (vírgula)
  • Separador de listas: , (vírgula)

Finalmente clicar em OK, até fechar todas as janelas abertas.

Estas opções só ficarão activas após reiniciar o Microsoft Excel.

 

Quais os registo que devo enviar para o meu computador?

Quanto o BirdRing enviar registos para websites específicos (cr-birding.org, geese.org), esses registos não são mais mostrados a negrito mas em texto normal. Os registos que se mantêm a negrito na lista depois de carregados na cloud, não podem ser carregados para um website específico. Esses registos devem ser submetidos a partir do seu computador. Pode utilizar o anexo CSV para acesso rápido e envio da informação.

 

O estado de carregamento é visível no CSV que o BirdRing pode enviar via email. Na coluna “submittedToWebsite” é possível ver quais os registos que foram ou não carregados pelo BirdRing.